SANTO ANTÔNIO – mitos e simpatias

E6C38822-A7A2-4E35-AB60-26906D589597Em meio a tantas rezas, simpatias e crenças, em uma data perto de sua comemoração eu pergunto: você sabe por que Santo Antônio é considerado o santo casamenteiro, santo dos humildes e dos encontros???

Então, Santo Antônio era um frade franciscano, nascido em 1195, em Portugal, mas viveu durante a maior parte de sua vida em Pádua, na Itália. Apesar de não ter em seus sermões nada específico sobre casamentos, o frade Antônio de Pádua ajudava mulheres a encontrarem um marido assim como, ajuda as moças humildes conseguirem dote – prática normal da época e um enxoval para o casamento.

Diz a lenda que, certa vez, em Nápoles, havia uma moça cuja família não podia pagar seu dote para se casar. Desesperada, a jovem – ajoelhada aos pés da imagem de Santo Antônio – pediu com fé a ajuda do Santo que, milagrosamente, lhe entregou um bilhete e disse para procurar um determinado comerciante. O bilhete dizia que o comerciante desse à moça moedas de prata equivalentes ao peso do papel. Obviamente, o homem não se importou, achando que o peso daquele bilhete era insignificante. Mas, para sua surpresa, foram necessários 400 escudos da prata para que a balança atingisse o equilíbrio. Nesse momento, o comerciante se lembrou que outrora havia prometido 400 escudos de prata ao Santo, e nunca havia cumprido a promessa. Santo Antônio haviera fazer a cobrança daquele modo maravilhoso. A jovem moça pôde, assim, casar-se e a partir daí, Santo Antônio recebeu – entre outras atribuições – a de “O Santo Casamenteiro”.

Outra história que envolve a fama de Santo Antônio é a de que uma moça muito bonita, que havia perdido as esperanças de arranjar um marido, apegou-se a Santo Antônio. Dizem que a mulher adquiriu uma imagem do santo e colocou-a em um pequeno oratório. Todos os dias, a jovem colhia flores e as oferecia a Santo Antônio sempre pedindo que este lhe trouxesse um marido. Mas, passaram-se semanas, meses, anos… e nada do noivo aparecer. Então, tomada pelo desgosto e pela ingratidão do santo, ela atira a imagem pela janela. Neste exato momento, passava um jovem cavalheiro que é atingido pela imagem do Santo. Ele apanha a imagem e vai entregar à jovem apaixonando-se pela moça já no primeiro encontro.

Essas lendas levam as moças que querem casar e as pessoas que querem encontrar seus amores a fazerem orações pedindo ajuda ao santo gerando então, práticas de grande peso cultural e energético. Entre as simpatias mais populares conheço aquela de virar Santo Antonio de cabeça para baixo ou ainda aquela de tirar o Menino Jesus do colo de Santo Antônio até receber a graça pedida, particularmente não gosto dessas formas de simpatias, sinto como se desafiássemos o Divino de forma desrespeitosa, mas entendo a força cultura e o poder realizador por conta da tradição.

Santo Antônio também é o padroeiro dos humildes. Como Frade franciscano, ele distribuía alimentos a quem passava fome. Daí surgiu o “pão dos pobres”, também chamado de “pãozinho de Santo Antônio”, normalmente colocado dentro dos potes de farinha, arroz ou mesmo na despensa com intuito de nunca faltar comida em casa.

Ele é sem dúvidas um dos santos mais venerados do mundo e é famoso também como o Santo que ajuda a encontrar as coisas perdidas. Uma das orações mais notáveis e recitadas do mundo é um responsório a Santo Antônio que tem a função de “pedir que se reencontrem objetos perdidos” (resque perditas).

A oração é de autoria do Frei Giuliano da Spira, datado de 1233, como responsório do Ofício Rítmico (hoje chamado Liturgia das Horas), para a festa de Santo Antônio. Eis a versão traduzida do latim para o português:

Se milagres desejais, recorrei a Santo Antônio
Vereis fugir o demônio e as tentações infernais.

Recupera-se o perdido. / Rompe-se a dura prisão, 

e no auge do furacão / cede o mar embravecido.

Pela sua intercessão, foge a peste, o erro, a morte, 

O fraco torna-se forte, e torna-se o enfermo são.

Recupera-se o perdido …

Todos os males humanos se moderam, se retiram,

Digam-no aqueles que o viram, e digam-no os paduanos.

Recupera-se o perdido …

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Recupera-se o perdido …

Rogai por nós, bem-aventurado Antônio
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Abaixo compartilho algumas simpatias ao Santo, faça com fé, respeito e nunca, nunca deseje o mal a qualquer pessoa – esse sentimento e ação negativa trará muita tristeza e perda a você mesmo.

– * –

Oração para arrumar um marido

“Santo Antônio, que sois invocado como protetor dos namorados, olhai por mim nesta importante fase da minha vida, para que eu não perturbe este tempo bonito com futilidades, mas o aproveite para um melhor conhecimento daquele ser que Deus colocou ao meu lado e para que ele melhor me conheça. Assim, juntos, preparemos o nosso futuro, onde nos aguarda uma família que, com vossa proteção, queremos cheia de amor, de felicidade, mas, sobretudo, cheia da presença de Deus. Santo Antônio, padroeiro dos namorados, abençoai nosso namoro, para que ele transcorra no amor, na pureza, na compreensão e na sinceridade. Amém!”

Oração de Santo Antônio

Eu vos saúdo, glorioso Santo Antônio, fiel protetor dos que em vós esperam. Já que recebestes de Deus o poder especial de fazer achar os objetos perdidos, socorrei-me neste momento, a fim de que, mediante vosso auxílio, eu encontre o objeto que procuro (Dizer o nome do objeto).Alcançai-me, sobretudo, uma fé viva, uma esperança firme, uma caridade ardente e uma docilidade sempre pronta aos desejos de Deus. Que eu não me detenha apenas nas coisas deste mundo. Saiba valorizá-las e utilizá-las como algo que nos foi emprestado e lute sobre tudo por aquelas coisas que ladrão nenhum pode nos arrebatar e nem iremos perder jamais. Amém.

Para Afastar traição

Consiga 2 pedaços de papel: 1 branco e 1 preto. Escreva, no papel branco, o nome de quem ama e, embaixo, anote: “Ninguém irá nos afastar”. Embrulhe com o papel preto, amarre com 1 fita vermelha e guarde embaixo de 1 imagem de Santo Antônio. Diariamente, faça uma oração ao Santo. Só retire o papel desse lugar quando o fantasma da traição desaparecer (leve para um jardim o nome, agradeça a natureza e a Deus a graça alcançada).

Para Firmar namoro

Pegue 2 velas brancas e escreva, em cada uma, o seu nome e o nome do seu parceiro. Acenda as velas sobre um pires e reze 3 Pais-Nossos e 3 Aves-Marias, dedicando as preces a Santo Antônio. Quando as velas queimarem, jogue os restos no lixo, lave o pires e use-o normalmente. Repita a simpatia 21 dias depois, utilizando velas novas (não se esqueça de acendê-las sobre um pires).

Desejo de Amor

Escreva o seu pedido em 1 papel cor de rosa (sorte no amor, afastar solidão, etc.). Dobre o papel e coloque-o embaixo da imagem de Santo Antônio. Quando seu desejo for atendido, faça uma oração de agradecimento ao Santo. Depois, enterre o papel dentro de um vaso florido e guarde a imagem onde desejar.

Simpatia para arranjar namorado – Sete rosas

No dia de Santo Antônio coloque sete rosas em um vaso que deve estar em frente a uma imagem do santo casamenteiro. Reze para ele pedindo um novo amor. Quando as pétalas secares, leve-as para uma igreja onde acontecem muitos casamentos.

Simpatia para casar- Perfume especial

Retire três espinhos de uma rosa vermelha e coloque dentro do perfume que você usa e que a pessoa gosta. Use o perfume sempre que estiver com a pessoa, mas lembre-se de pensar e pedir para o santo remover os obstáculos se for para o bem dos dois.

Mônica Caraccio Ibà
@monicacaraccioiba

3 ideias sobre “SANTO ANTÔNIO – mitos e simpatias

  1. Axé mãe!!
    Muito bom o texto e a história, tinha um conhecimento bem superficial sobre o Santo Antônio, mas sempre também achei desrespeitoso colocá-lo de “castigo”.
    Uma história de muita fé dessa moça. ❤️
    Muito obrigada pelo compartilhamento de sempre, mãe!

  2. Axe Mae

    Paozinho de Santo Antonio foi a primeira macumba da minha vida. Eu uma vez joguei fora o que ficava no arroz (tá bom, eu joguei pra cozinhar no arroz por engano, mas ninguem precisa saber). Minha mae me levou até minha avó paterna, fomos juntas na igreja pra buscar outro paozinho que o padre guardava pros seres desastrados como eu (e ela). O padre era meio macumbeiro tbm, pq pediu como “paga”que um dia antes do dia de Santo Antonio eu e minha avó fizessemos nao-lembro-quantos-pães com muita fé pra ser abençoado na festa.

    Primeira macumba misturada com padê ninguem esquece, hahahhaha

    Obrigada pelo conhecimento, mae!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.