Minha Umbanda, Minha Umbanda Carismática

Sejam bem vindos! Que a Luz de Oxalá nos ilumine e que as Forças de Oxum nos unam na Fé em Olorun

Sejam bem vindos! Que a Luz de Oxalá nos ilumine
e que as Forças de Oxum
nos unam na Fé em Olorun

Deus, o Divino, está em cada ato,
Em cada momento,
Em cada estado, olho e broto.

Meu, seu, teu e nosso
Deus Divino desenha cada tempo com mãos de sonho e olhos de palhaço.

Palhaço que explora espaços para entrar no minúsculo.
Que por ser franco, vive a ameaça da bolacha.
Que carece da precisão do especialista e da imaginação da criança
Feito de coragem e trabalho, trabalho, trabalho.

Palhaço meu, seu, teu ou nosso,
Que em cada situação, olhar e momento deseja sublimemente

Sim, Deus, o Divino, é capaz, adequado e apropriado.
Dá, alimenta, cura, proporciona, silencia, balbucia e cria.
Porém falha!

Falha na incapacidade de fazer sorrir.
Falha por não ter como ensinar o encanto
Por não conseguir educar o olhar, elucidar os ouvidos ou inspirar a mente.

E assim Ele deseja…
Deseja como homem humano
Como eu, você e eles.
Deseja sublimemente o sorriso

E assim Ele crê…
Crê como gente
Crê que teremos crença,
Que seremos criança
Que viveremos em esperança.

Crença, criança, esperança, risada e palhaço
Eis meu Deus, meu Divino que me permite iniciar, encerrar e esperançar.

Encantada com a magia
Viva na saudade que me faz sorrir, desenhar e construir
Respirando, pulsando e sonhando meu lugar
Num lugar junto a Você, Ele e aos Orixás

Eu também desejo
Eu também creio

Que Deus tenha por inspiração meu sorriso.
Que os Orixás tenham por esperança minha crença.
Que os Homens possam escolher e serem crianças ou palhaços.
Tanto no início como no fim, na previsão e na precisão.

Que assim seja!
Que assim seja meu axé e o Axé de Olorun.

por Mãe Mônica Caraccio