Importância do Culto aos Antepassados

antepassados-640x321“Somos herdeiros de nossos ancestrais!” 

Com essa afirmativa, ou melhor, realidade, entendo claramente a importância do Culto aos Antepassados, entendo que TUDO tem um princípio, tanto as coisas boas, como as não tão boas. Assim, se quero curar ou expandir algo em minha vida hoje, preciso ir lá no princípio, ir no começo de tudo e tratar, alimentar, harmonizar, fermentar…. Todo fruto depende da qualidade e da força da raiz, não é mesmo?? Então, é esse o propósito desse culto, é ir à raiz e trata-la como fazemos com uma planta, simples assim.

O fato é: somos influenciados por nossos ancestrais e devemos ser gratos, devemos perdoar, pedir perdão, reverenciar… Devemos lembra deles como expressão de sabedoria, de amor, de força, de resistência… vê-los como seres humanos, assim como nós, que tentaram fazer o melhor, que tentaram, sim, acertar.

Acredito verdadeiramente que respeitando, agradecendo, entendendo nossos ancestrais todo o futuro se transforma, melhora e tudo se ressignifica. Aliás, não é “minha crença”, ou uma modinha, algo bobo… é um Culto profundo que todos os povos antigos faziam, todas as religiões preservam e praticam exatamente por saberem da sua importância.  Saiba, o Culto aos Antepassados é uma tradição multicultural que faz parte do próprio espírito das religiões. Não existe religião sem as manifestações do sobrenatural, e os espíritos dos mortos são um dos principais agentes desse intercâmbio. Entende??

Ente os povos pagãos e as religiões xamânicas percebe-se um grande respeito pelos espíritos ancestrais que jamais são desrespeitados. De uma forma geral estes povos somente pedem ajuda para seus ancestrais em momentos de dificuldades extremas, nos momentos que necessitam de sabedoria e coragem. Neste caso, o Xamã ou chefe espiritual da tribo realizava um ritual para evocar o espírito de seu antecessor ou do ancião mais sábio de sua comunidade. Lindo, não é?

Já a maioria das religiões Afros, o Culto aos Antepassados são fundamentais pois os ancestrais são considerados mensageiros entre os seres humanos e o poder divino, são como Orixás mas de menor potência. São o centro da comunidade, os conselheiros e aqueles que determinam os próximos passos (na Umbanda os ancestrais são os anciões representados pela Linha dos Pretos Velhos).

Os Celtas davam tanta importância e esse culto que, de acordo com o calendário Celta, o ano tinha início no dia 1º de novembro, afinal, segundo eles, era o principal dia do ano. Dia em que o véu entre os mundos estava mais tênue, ou seja, havia uma melhor possibilidade de comunicação com o plano espiritual – Desculpem minha expressão, mas para mim isso é fantástico, é fortíssimo – E vale ressaltar, os Celtas não evocavam os espíritos de seus ancestrais e nem lhes faziam qualquer tipo de pedido, apenas lhe enviavam boas energias e votos de felicidade.

Não querendo me alongar demais, mas entendo ser importante compartilhar que a maioria das religiões orientais, como o budismo, o Taoísmo, a Seicho-no-ie (que não é uma religião e sim uma filosofia de vida), entre outros, também pregam fortemente o culto aos antepassados com a intenção de agradecer, mas principalmente de dar valor e continuidade à família.

Percebam a grandeza e a importância desse Culto.

Percebam que o Culto aos Antepassados tem uma força que não se rompe.

Percebam que nesse Culto acontece a aproximação de realidades, a material e a espiritual. Nesse momento acontece fortes e importantes trocas que possibilitam a evolução de TODOS.

O culto aos ancestrais é a nossa conexão com o passado e o nosso roteiro para um futuro melhor, é lidar com o Passado para Aperfeiçoar o Futuro.

Inclusivo pontuo e finalizo dizendo que, para os povos antigos, ou seja, para nossos ancestrais mais longínquos, a história se repete em ciclos, e o passado sempre se reedita no presente. Por isso, conhecendo os rastros do passado, conhecemos o presente e podemos ter uma ideia nítida do futuro.

Sem mais…

por Mãe Mônica Caraccio

4 ideias sobre “Importância do Culto aos Antepassados

  1. Axé Mãe! A cada dia aprendo um pouco mais a honrar, agradecer, perdoar e pedir perdão e – também perdoar – a minha origem, as minhas raizes. Hoje vejo como é importante nos harmonizar com aquilo que as vezes nem conhecemos mas que faz tão parte da nossa história, missão, de quem somos.
    Gratidão por mais um pouquinho de conhecimento! Axé axé axé!

  2. Culto maravilhoso! Como já dito anteriormente é algo sem contra indicação. Uma verdadeira expressão de Obaluayê, com a busca da sabedoria, do ancestral, da evolução, cura e transmutação. Isso tudo com toda a Luz, paciência e o sentido do Perdão de Oxalá.

    Sou muito privilegiado e grato por poder, mas uma vez, fazer parte de uma gira como esta. Que possamos comungar com nossos ancestrais trazendo leveza a todos!

    Axé!!!

  3. Axé mãe!

    Essa conexão cultural é muito importante. As vezes as pessoas esquecem, por exemplo, a ideia do cemitério. Pensam em tristeza e não um lugar de conexão, de referência, de memória, de carinho. A ida em procissão no dia de finados mostra bem isso. No México é festa, no Japão é referência. E nós, como lidamos?

    Que felicidade, que privilégio que temos de ter um lugar como nossa casa e a senhora pra nós guiar. Bora 🙂

    Axé!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.