COMO ALICE ESCORREGANDO NA TOCA DO COELHO

aliceasdasÉ próprio do ser humano distinguir o bem e o bom do mal e mau. É “importante” para o Homem encontrar um culpado para aliviar e até justificar seu próprio desajuste, incompreensão e desejo, assim como, para materializar aquilo que é imaterial, irracional e injustificável.

Diabo e Exu são os artistas principais nessas cenas, inclusive muitas vezes são confundidos, não é mesmo?

Aí ouvimos discursos e nos encravam doutrinas contextualizadas através de frases do tipo: Exu faz o mal; Exu é um espírito caído; Exu precisa de luz, precisa evoluir… e assim por diante.

Pois bem, o filósofo contemporâneo espanhol Fernando Savater diz que “o que nos convém costumamos dizer que é “bom”, pois nos cai bem; outras, em compensação, não nos convêm, caem-nos muito mal, e o que não nos convém dizemos que é “mau”.

Já o filósofo alemão Leibniz diz que ‘o direito’ deve provir de três princípios morais básicos: Não prejudicar ninguém; Atribuir a cada um o que lhe é devido; Viver honestamente.

E eu afirmo que o “bom e mau” e o “bem e mal” são faces da mesma moeda jogada no tempo e no espaço – tempo e espaço que normalmente perdem-se A NOÇÃO, deste modo, desmerece-se a verdade, a realidade, o contexto, o entorno, o passado e o futuro entrando na frequência do mau/mal. Essa perda – mesmo que inconsciente – acontece devido interesses próprios. Na dúvida, é só avaliar o que você faz questão de lembrar e onde você faz questão de estar. Você perceberá que normalmente se lembra daquilo e se está naquele lugar que, de alguma forma, lhe interessa, mesmo que de forma triste ou destrutiva – os sinônimos do Vitimismo.

Também concordo com as afirmativas:

Exu come tudo que a boca come. Exu SÓ COME o que VOCÊ DÁ.

Exu é o princípio do Movimento, o primogênito do Universo.

Deus não é apenas substantivo. Deus é verbo. É vibração ordenando, infinitamente, o caos primordial. (Martin Claret)

A consciência é a presença de Deus. (Swedenborg)

Legba [Exu] é mais forte do que todos os Vodun e, sobretudo, mais astucioso. Indaga de tudo, está a par de tudo. É prudente oferecer-lhe sacrifícios, de que é guloso. Cada pessoa, desde que nasceu, está destinada a um Legba que segue seu homem até a morte, incitando-o, se possível, a fazer tolices. Mas Legba também pode fazer o bem, não fosse pelo motivo de que o mal de alguns é algumas vezes o bem de outros. (Bernard Maupoil)

O que está mais próximo de você é exatamente aquilo que você menos conhece. (Jung)

Na tentativa de discernir melhor os atos, as qualidades, os relacionamentos, as verdades ditas, o sobrenatural, o Ser, o Tempo e o Espaço, mantenho sempre dentro de mim e na ponta da língua as perguntas: Quem é mesmo O Onisciente? O Onipotente? O Onipresente?????

Enfim, compartilho um vídeo em que Rolando Bolbrin declama maravilhosamente o poema “Cascavé” de Nhô Bento.

Emocionanteeeeee…. Verdadeiro!!!

E compartilho também alguns dos nomes de Exu originários das religiões tradicionais africana (na Umbanda os Exus se humanizam por demasia e recebem nomes simbólicos como Exu Caveira, Exu Tranca ruas e assim por diante). Com os nomes também coloco alguns atributos, qualidades e ações de Exu.

Creio que vocês perceberão que não tem nada de mal ou mau. Será????

EXU YANGI = É o princípio de tudo, a própria memória de Olódùnmarè, seu criador. O Senhor da Laterita Vermelha.

EXU AGBA = O mais velho e, por consequência, ‘o pai’ retratado no mito em que Orunmilá o persegue através dos nove Oruns. O Senhor Ancestral.

EXU IGBA KETA = É o terceiro aspecto mais importante de Exu que está ligado ao número três. A terceira cabaça na qual é representado pela figura de barro junto aos elementos da criação. O Senhor da Terceira Cabaça.

EXU OKORITÀ META = É ligado ao encontro dos caminhos ou à encruzilhada: o encontro de três ruas (Y).

EXU OKOTO = É representado pelo caracol-agulha, mostra a evolução de tudo que existe sobre a terra, e está ligado ao Orixá Ajé Saluga, o antigo Orixá da riqueza dos iorubas. O Senhor do Caracol.

EXU OBASIN = É por este nome que é conhecido e cultuado em Ilé Ifè.

EXU ODARA = É o que, se satisfeito através do sacrifício, traz a felicidade ao sacrificante. O Senhor da Felicidade.

EXU OJISÈ EBÒ = É o que observa todos os sacrifícios rituais e recomenda sua aceitação levando as súplicas a Olódùnmarè. O Mensageiro Divino.

EXU ELERU = É o que leva os carregos dos iniciados (Erupin). O Senhor da Obrigação Ritual.

EXU ENUGBARIJÒ = (O COLETIVO) É o que devolve a todos o sacrifício em forma de benefícios. O Senhor da Boca Coletiva.

EXU ELEGBARA = É o todo poderoso que transforma o mal em bem, cujo poder reside na transformação das coisas. O Senhor do Poder Mágico.

EXU GBARA = É um dos mais importantes aspectos de Exu, pois ele é o Exu do movimento do corpo humano, infundido no corpo pré-humano, ainda no Orun por Obatalà, sendo “assentado” no momento da iniciação, junto com o Ori e o Orixá individual. O Senhor do Corpo.

EXU ONA ou OLONA = É o Senhor de todos os Caminhos.

EXU OLOBÈ ou OBÈ = É o senhor da faca, tem de ser reverenciado ao começar qualquer sacrifício em que a faca é necessária. O Senhor da Faca.

EXU ELEBÒ = É o carregador de todos os Ebós. O Senhor das Oferendas.

EXU ELEPO = É ele quem recebe o sacrifício do azeite de dendê.

EXU INA = Um dos aspectos mais importantes desse Exu primordial é presidir o Ipade, sendo o dono do fogo.

Ééé… É preciso entrar dentro de si como Alice para conhecer seu próprio ‘Eu’, seus próprios vícios, ingratidões, maldades, arrogâncias e pré conceitos… É preciso saber mais, estudar, conhecer, suspender qualquer tipo de julgamento e agir diferente em favor de um futuro melhor se quiser uma vida mais próspera, mágica, encantadora e verdadeira…

Axééé!

TV Cultura Digita – Publicado em 19 de set de 2011
ROLANDO BOLDRIN declama o poema ?A CASCAVÉ? (Nhô Bento)
por Mãe Mônica Caraccio

8 ideias sobre “COMO ALICE ESCORREGANDO NA TOCA DO COELHO

  1. Entrar nas profundezas obscuras do nosso EU é extremamente difícil… mas a condição de ignorância é a certeza de que não iremos à lugar algum. A capacidade de perceber, ressignificar, transmutar…
    Gratidão, gratidão e gratidão por incontáveis oportunidades.
    Axé!

  2. Axéé mae!!!

    Gratidão por mais esse ensinamento! Vamos dar o nosso melhor e fazer diferente para chegarmos ao topo!

    Bora que a caminhada é longa!! ☠️

  3. Mentalismo, Polaridade, Vibração e Ritmo, né , Mãe? “Tudo é duplo, tudo tem dois pólos, tudo tem o seu oposto. O igual e o desigual são a mesma coisa. Os extremos se tocam.” A distância entre os extremos é separada apenas pelos graus de vibração. Basta afinizarmos nossas mentes com vibrações mais elevadas para mantermos o pêndulo oscilando na direção do bem e do bom.

    Axé!

  4. Sua Benção mãe Mônica.
    Sempre apresentando assuntos que vão ao nosso interior e nos faz parar, pensar e ver nossos erros, nossas falhas, e, quanto necessitamos, estudar, vigiar e corrigir para evoluirmos.
    Gratidão sempre.
    Postado em minhas redes de relacionamentos como sempre o faço respeitando sempre a autora!
    Axé!

  5. Axé mãe!

    É isso aí, entrar-se e ressignificar-se cada vez mais.
    Obrigada por mais esse ensinamento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.